O resultado do Mapa da Diversidade nos bancos, retrato detalhado sobre a presença de negros, mulheres e deficientes no universo do emprego bancário, que contou com a participação efetiva da Contraf-CUT, será apresentado pela Febraban em audiência pública, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), dia 2 de julho, em Brasília.

O movimento sindical bancário, sob a bandeira da Igualdade de Oportunidades, reivindica há anos junto aos bancos a necessidade de ser combatida todas as formas de exclusão no setor bancário. Com este propósito foi criado em 2006 um Grupo de Trabalho para analisar a presença e a situação destes segmentos no mercado bancário, com a contribuição da Contraf-CUT e outros atores envolvidos em um processo que foi denominado de "Pacto da Diversidade".

As ações do movimento sindical bancário foram direcionadas para a aplicação de um questionário que envolveu mais de 200 mil trabalhadores em todo país, sendo fundamental para a concretização do mapeamento.

Participação do movimento sindical bancário

Como forma de continuidade a forte presença dos trabalhadores bancários na concretização da pesquisa, a Confederação convoca os sindicatos a levarem seus representantes a audiência pública. "Somos o principal ator interessado no resultado dessa pesquisa, devemos demonstrar a nossa força também neste momento, que é de consolidação desses dados", afirma Deise Recoaro, secretária de Políticas Sociais da Contraf-CUT.

Desde 1998, a Contraf-CUT exige que este tema seja incluso na mesa de negociação com os bancos, uma conquista que veio quatro anos depois. "O grande número de participação dos bancários é fruto das divulgações do movimento sindical, que desde o início teve o objetivo de conscientizar toda a categoria sobre a importância dessa pesquisa, e o envolvimento de 202 mil trabalhadores demonstra que a categoria compreendeu as ações que foram realizadas", afirma Deise.

Retomar a Mesa Temática de Igualdade de Oportunidades

A Confederação encaminhará a Fenaban um pedido formal para que o resultado da pesquisa seja apresentado ao movimento sindical bancário em reunião da mesa temática de Igualdade de Oportunidades, em uma data anterior à audiência agendada para o início de julho. "Diante deste importante histórico envolvendo o movimento sindical e a Fenaban e do atual estágio dos debates em relação ao temário, estamos propondo a instalação da mesa temática para que a Contraf-CUT possa tomar conhecimento do resultado da pesquisa "Mapa da Diversidade nos Bancos", e para retomarmos os trabalhos da mesa temática conforme acordado em Convenção Coletiva", diz Deise.

Dia Nacional de Luta!

Logo após a apresentação dos dados na audiência pública, será realizado um Dia Nacional de Luta para debater o tema da Igualdade de Oportunidades junto aos bancários e a sociedade. Serão feitas atividades lúdicas relacionadas a questão da discriminação de gênero, raça e de pessoas com deficiência em todo Brasil.

"Vamos lotar o plenário em Brasília", convoca Deise. Será na Câmara dos Deputados, anexo II, sala 158 A, no pavimento superior.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster