Bancários devem se unir em todo o mundo para proteger seus direitos. – São Paulo – As demissões promovidas pelo Santander espalham-se pelo mundo. O número um dos bancos espanhóis e um dos maiores do mundo vai cortar 300 das 800 vagas de trabalho de sua filial espanhola de créditos ao consumidor, segundo um representante do sindicato Comissões Operárias (CCOO).

A direção do banco explicou que a queda do consumo na Espanha tornou necessária esta redução na rede comercial do Santander Consumer Finance (SCF), filial especializada em créditos ao consumidor. A instituição não especificou como será feita a redução, mas o sindicato espera que seja por meio de aposentadorias antecipadas ou mediante um plano de demissão voluntária.

No Brasil, 400 demissões foram promovidas somente no mês de janeiro, a maior parte delas no Real, banco comprado em 2007. Um processo negocial, que tinha por objetivo buscar mecanismos para evitar as dispensas, foi interrompido pelo banco após seis meses de reuniões sem que qualquer uma das alternativas apresentadas fosse colocada em prática.

"Queremos manifestar nossa solidariedade aos companheiros da Espanha. Em todos os atos que promovermos no Brasil, para protestar contra as demissões no Santander, vamos lembrar que lá, onde fica a sede do banco, os trabalhadores também estão sofrendo", afirma Rita Berlofa, diretora do Sindicato. "Os trabalhadores devem se unir, em todo o mundo, para somar forças e lutar contra a ganância dos banqueiros", completa a dirigente.

Fonte: Seeb-SP com informações do Correio Braziliense

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster