Um escritório do Bradesco Prime na Rua Joaquim Floriano, no Itaim Bibi, em São Paulo, foi alvo de assaltantes. Na tarde da quinta feira, dia 30 de junho, três bancários foram feitos reféns por cerca de 40 minutos e entre as vítimas estava uma funcionária grávida. O roubo aconteceu no andar de cima da agência do banco. No local não havia vigilante, porta de segurança e nem câmera de video.

O diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Carlos Garcia, esteve no local e constatou que o banco não ofereceu assistência psicológica aos trabalhadores, nem fez a abertura da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).

"Fomos informados de que apenas a funcionária grávida foi dispensada para procurar atendimento médico. O banco sabe que os bancários que passam por essas situações têm direito a assistência psicológica conforme prevê a Convenção Coletiva de Trabalho", afirma.

Fonte: Seeb São Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster