O presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Almir Aguiar, não poupou críticas ao Santander e ao Itaú/Unibanco pelas demissões impostas aos bancários brasileiros durante o 4º Congresso Nacional da Federação de Serviços da Espanha (SE-UGT). O encontro de sindicalistas foi realizado de 3 a 6 de junho, na cidade de Tarragona, na região da Catalunha, a cerca de 100 km a sudoeste de Barcelona.

Representando a categoria bancária no Brasil, Aguiar fez o discurso de abertura em que saudou os trabalhadores que participaram do evento. Em seguida, fez pesadas críticas ao grupo espanhol pelas demissões no Brasil causadas pela fusão do banco, que comprou o Real. "Precisamos exigir dos bancos e dos governos a criação de mecanismos para garantir o emprego dos trabalhadores, especialmente em momentos de fusões e incorporações, que costumam vir acompanhadas de muitas dispensas", disse.

As críticas foram dirigidas ainda ao Itaú/Unibanco, que também demite trabalhadores e aumenta a pressão sobre os bancários em função de metas absurdas para a venda de produtos.

Ao final, Aguiar foi cumprimentado pelos sindicalistas espanhóis, de quem recebeu o apoio pelas denúncias feitas em relação à situação dos bancários no Brasil.

Além do presidente do Sindicato do Rio, participaram do congresso o diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo e da CUT-SP, Daniel Reis, e o diretor de Relações Internacionais da Contraf-CUT, Ricardo Jaques.

Fonte: Érika Soares – Afubesp, com Seeb RJ

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster