O Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região (Seeb BH) se reuniu no dia 1º de julho com os representantes do Mercantil para reivindicar mudanças no programa próprio de PLR do banco, tais como: alteração do conceito da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) para Programa Próprio de Remuneração (PPR) e a extinção dos critérios de BSC (Avaliação de desempenho por área) e Avaliação de Competência, que podem comprometer em até 20% do valor do pagamento da PLR do bancário.

A mudança reivindicada em relação ao conceito de PLR e PPR, visa garantir que o valor recebido a título de Programa Próprio da PLR não seja descontado sobre o valor estipulado em Convenção Coletiva da categoria. Já sobre o pedido de extinção do BSC e da Avaliação de Competência, o Sindicato entende que esses critérios adotados pelo banco são maneiras subjetivas e não correspondem com o propósito de PLR.

Nesta última reunião, o banco se negou a realizar qualquer tipo de mudança no programa próprio de PLR. Diante do impasse, o Sindicato agendou nova negociação com o Mercantil para o dia 9 de julho, às 15 horas.

Para Vanderci Antônio, a maneira do Mercantil negociar é unilateral, pois visam somente o lado da própria empresa em detrimento aos anseios dos bancários que são os maiores responsáveis pela geração dos lucros da empresa.

Fonte: Seeb BH

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster