Crédito: Seeb Londrina
Seeb Londrina

Diretores do Sindicato de Londrina realizaram nesta quarta-feira (16/02) novos protestos no Santander em função de duas demissões efetuadas pelo banco nos últimos dias. As atividades retardaram a abertura das agências da Avenida Paraná (ex-Meridional) e da Avenida Higienópolis até ao meio-dia.

Esta foi a segunda edição da operação "Demitiu, Parou" no Santander este ano. Segundo o presidente do Sindicato de Londrina, Wanderley Crivellari, na agência da Avenida Paraná um gerente foi demitido na última sexta-feira (11/02) por volta das 17h00, no final do expediente de mais um dia árduo. "Isso foi uma falta de respeito com o trabalhador, que correu o dia inteiro para atingir metas e atender bem aos clientes e teve como recompensa a demissão", critica.

Esse tipo de atitude demonstra a falta de uma política adequada de gestão de pessoas no banco espanhol, que deveria ser pautada pela valorização dos funcionários.

"Tudo isso tem gerado um clima de intranqüilidade junto aos funcionários, que ingressam no trabalho pela manhã sem ter certeza de que voltarão ao banco no dia seguinte. A insegurança é generalizada por conta dessa política de demissões adotada pelo Santander no Brasil", finaliza o presidente do Sindicato de Londrina.

Fonte: Seeb Londrina

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster