O Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região venceu a 11ª edição do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade na categoria Trabalho. O prêmio é uma iniciativa da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT) e a cada ano homenageia personalidades, entidades, autoridades e ações que protagonizam os avanços e o respeito aos direitos humanos da população LGBT. A premiação integra o calendário do XV Mês do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorre em junho.

"É um reconhecimento pelo pioneirismo do Sindicato e do movimento sindical bancário como um todo na luta contra o homofobia. No ano passado, fomos a única instituição a realizar algum tipo de manifestação no 17 de maio, Dia Internacional Contra a Homofobia", lembra o dirigente sindical e representante do Sindicato no Coletivo Estadual LGBT da CUT, Maikon Azzi.

"Além disso, somos vanguarda também pela manutenção em convenção coletiva da extensão de direitos aos casais homoafetivos, garantida em 2009", afirma. No ano passado, a Contraf-CUT recebeu esse mesmo prêmio por conta da conquista.

Segundo comunicado da APOGLBT, a premiação "expressa a importância da atuação dos premiados em prol da cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. É também importante ferramenta de divulgação e valorização das atividades que contribuíram com o movimento LGBT para a consolidação do respeito à diversidade, bem como um estímulo às práticas socialmente responsáveis".

A cerimônia de premiação será realizada em 24 de junho, no auditório da Academia Paulista de Letras, no Largo do Arouche, Centro da capital. Maikon representará o Sindicato no evento.

Fonte: Seeb SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster