banda_reallce.jpg

banda_reallce.jpg

Mais um dia Internacional da Mulher foi celebrado pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba, com muito reconhecimento, alegria e uma série de homenagens especiais para a mulher bancária. O dia 8 de Março, comemorado antecipadamente na última sexta-feira (6/3), começou com atividades nos seus respectivos locais de trabalho, com visitas e entrega de brindes. E terminou com uma grande festa no Espaço Cultural Marcos Lucena, na sede da entidade.

Os diretores do Sindicato começaram as atividades percorrendo as agências da Grande João Pessoa homenageando tanto as mulheres bancárias, como as clientes e usuárias. Foram distribuídos nas unidades de trabalho cartões alusivos à data, além de brindes como marcadores de livros – com poema de Ilma de Souza – e convites para a homenagem festiva realizada às 22h no Espaço Cultural do Sindicato.

Festa – A festa que homenageou as mulheres que representam um dos segmentos que mais conquistou espaço no mercado de trabalho, fruto de uma luta intensa contra a discriminação e pela manutenção das conquistas., foi marcada pelo som contagiante das bandas Reallce e R2, que apresentaram um repertório especial para a data.

Quem esteve presente reforçou a importância da participação das bancárias como peça fundamental no processo de mobilização da categoria profissional, sobretudo nas campanhas salariais e nas lutas que visam assegurar saúde e igualdade de oportunidades para todos.

"È muito importante para gente comemorar este dia, depois de conseguir nosso espaço com muita luta, apesar de todo o preconceito. Ainda há muito no que avançar, seja com a equiparação dos salários ou outros desafios, como a dupla jornada, já que trabalhamos na rua, em casa, entre tantos papéis que somos cobradas a desempenhar na sociedade", avaliou a conselheira fiscal do Seeb-PB, Bertolúcia Mariz.

Para a bancária Valdinete Dantas, também é preciso conquistar mais espaço e lutar pela valorização da mulher no mercado de trabalho. "Mesmo com todos os avanços, ainda existe muita diferença salarial muito grande entre homens e mulheres. Apesar de muitas serem até mais capacitadas em determinadas funções, isso ainda não é reconhecido. Mas, aos pouquinhos a gente consegue chegar lá".

 

Anúncio – A data também foi lembrada no último domingo (8/3) com a publicação de um anúncio especial no Jornal O Norte sobre a valorização da mulher guerreira, que se desdobra para ser filha, mãe, irmã, tia, madrinha, companheira, amante e, ainda, conciliar tudo isso com a árdua tarefa de desempenhar seu papel de operária do sistema financeiro.           

O anúncio institucional reforça que além de todas as atribuições, também é dela a missão de competir pelo espaço profissional, lidar com a sobrecarga de trabalho, o assédio moral e as doenças ocupacionais mostrando a força e a ternura típicas do sexo feminino.

"Façamos deste Dia Internacional da Mulher não só mais uma data festiva, mas uma oportunidade para a reflexão e discussão sobre o papel da mulher na sociedade atual", conclui.

Fonte: Seeb-PB

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster