A diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba (Seeb-PB) levou à Superintendência da Caixa Econômica Federal uma série de demandas estruturais referentes às agências da base. Os diretores Marcos Henriques e Silva, Carlos Hugo e Sivaldo Torres apresentaram ao superintendente Elan Ferreira e aos representantes do setor de infra-estrutura da Caixa problemas de dezesseis agências da base.

 

Entre as principais demandas solicitadas na reunião estavam: aparelhos de ar- condicionado defasados e insuficientes nas agências Bayeux, Tambaú, Cabedelo, Cefet, Trincheiras, Cabo Branco, Cruz das Armas, Beira Rio, Bananeiras e UFPB; mobiliário deficiente nas agências Bayeux, Cefet, Cabo Branco, Gipro e na Justiça Federal, que também não tem banheiro para clientes e funcionários; além de problemas no sistema de energia, informática e estrutura física em outras agências, como Gidur, Reret-Cabo Branco, Manaíra Shopping e Guarabira.

"Nós pedimos maior agilidade nas providências para a resolução dessas questões, já que esse processo na Caixa é burocrático e extremamente demorado. Porém, reforçamos a necessidade de priorizar as questões que possam ser resolvidas de forma mais rápida, como os sistemas de ar-condicionado e as adequações dos móveis, que vêm causando até problemas de postura nos bancários", revelou Marcos Henrique e Silva.

O secretário-geral ainda informou que os aparelhos de ar-condicionado das agências citadas estão quebrando constantemente e prejudicando as condições de trabalho dos funcionários e o atendimento ao cliente. Entretanto, a reunião com a superintendência do banco já apontou direcionamentos para algumas questões.

"Para a Justiça Federal, o banco já está fazendo um estudo com o objetivo de mudar a localização do ponto, o que já se encontra em fase de negociação. O início da ampla obra que será realizada na agência Tambaú deve começar nas próximas duas semanas, assim como a construção de novas instalações em Cabedelo e a reforma no teto da Reret e da Gidur", anuncia Marcos Henriques.

A superintendência também apresentou um estudo de layout para ampliação da agência Cefet; o compromisso de instalar splits na agência Cabo Branco em troca do ar-condicionado central em péssimo funcionamento; a transformação da agência Beira Rio em piloto para manutenção preventiva em todos os setores; a licitação para alugar outro ponto para a Gipro, além do envio imediato de técnicos para resolver problemas de climatização na UFPB.

"Ao assumir o compromisso de receber o Sindicato e tentar resolver as solicitações de maneira eficaz, o superintendente agiu de forma bastante séria e positiva. Estiveram presentes na reunião técnicos das mais diversas áreas do banco", relatou o secretário-geral. "Esperamos que tudo seja resolvido de forma rápida e eficiente para que a Caixa possa melhorar o atendimento à clientela e oferecer melhor qualidade de vida para seus funcionários".

 Fonte: Seeb-PB / Marina Magalhães

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster