Após mais uma tentativa do Banco do Brasil de retirar direitos dos trabalhadores, o Sindicato dos bancários de Brasília decidiu suspender a CCP (Comissão de Conciliação Prévia) até que se resolva o problema.

Dessa vez, o BB tentou incluir no termo de quitação item referente aos reflexos no cálculo de aposentadoria do trabalhador na Previ dos valores relativos às verbas acordadas. Em outras palavras: para o BB, o ex-funcionário tem que receber a indenização de natureza trabalhista e abrir mão de revisar o cálculo de aposentadoria na Previ.

"Isso é um abuso por parte do banco que, além de não pagar os valores totais referentes à 7ª e 8ª hora, nos casos de descumprimento da jornada de 6 horas, ainda quer retirar do trabalhador o direito legítimo de pleitear na Justiça a incorporação dos valores acordados na CCP para o cálculo da aposentadoria da Previ. A Comissão de Conciliação Prévia tem a função de tentar resolver pendências de natureza trabalhista antes de elas irem para os tribunais, de modo a não prejudicar o trabalhador", afirma Eduardo Araújo, diretor do Sindicato dos bancários de Brasília.

Fonte: Seeb Brasília

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster