Os funcionários da Montana, empresa que presta serviços de Call Center para o Banco do Brasil, decidiram encerrar paralisação, que chegava ao segundo dia, nesta sexta-feira, 3 de abril. Os trabalhadores decidiram voltar ao trabalho, depois que o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região conseguiu em negociação, que o Banco do Brasil substituísse a Montana e que a nova empresa que assumirá a administração, mantenha todos os trabalhadores empregados.

O Banco do Brasil só pagará a Montana, os valores referentes aos trabalhadores, se a terceirizada colocar em dia os atrasados. Estuda-se uma ação coletiva para garantir que os pagamentos que por ventura permaneçam pendentes sejam pagos.

"Só com a mobilização dos trabalhadores foi possível abrir as negociações e garantir o cumprimento dos direitos. Vamos continuar acompanhando para verificar se todos compromissos foram honrados, como, por exemplo, o Fundo de Garantia", disse Ernesto Izumi, funcionários do Banco do Brasil e diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

Os cerca de 500 trabalhadores da terceirizada pararam para restabelecer o pagamento de direitos, salários e benefícios que estavam atrasados, INSS descontado do funcionário, mas não pago à Previdência; FGTS não recolhido; plano de saúde suspenso sem aviso e 13º salário atrasado.

Fonte: Elisângela Cordeiro – Seeb/SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster