Nesta quarta-feira, dia 21, trabalhadores de todo o país realizarão atos organizados pela CUT em frente às unidades do Banco Central para reivindicar a redução da taxa básica de juros (Selic). Os sindicatos de bancários participarão das atividades, que acontecem durante a reunião do Comitê de Política Monetária do BC, que definirá a nova Selic.

A redução acentuada da taxa de juros – hoje em 13,75% – faz parte da pauta de reivindicações entregue pela CUT e demais centrais ao presidente Lula em reunião realizada nessa segunda-feira. Os trabalhadores consideram essa medida indispensável para diminuir o custo do crédito no país, incentivando a economia e favorecendo a geração de novos empregos.

Além disso, a redução da taxa colabora com a diminuição da dívida pública. Segundo dados do Dieese, para cada ponto percentual de queda da Selic, o governo deixa de gastar cerca de R$ 15 bilhões com a dívida. "Esse dinheiro poderá ser aplicado em obras de infra-estrutura, via PAC, ajudando a movimentar a economia e gerar empregos", afirma Miguel Pereira, diretor da Contraf/CUT. "É muito importante a realização de atos em todas as bases, com grande participação dos bancários", diz. Nos locais em que não exista sede do Banco Central, a orientação é que sejam feitos atos em frente ao Ministério da Fazenda.

Fonte: Contraf/CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster