Foi agendada pelo Tribunal Superior do Trabalho para o próximo dia 20 a audiência de conciliação a respeito do dissídio de greve ajuizado pela Caixa por conta da paralisação dos empregados da carreira profissional. A greve, que já dura 17 dias, segue forte em todo o país.

O departamento jurídico da Contraf-CUT está buscando informações mais detalhadas junto ao TST a respeito do processo. O tribunal negou uma liminar solicitada pela Caixa pedindo a suspensão da greve antes do julgamento do dissídio.

Mobilização – Estão em greve profissionais como advogados, arquitetos, engenheiros e bancários de profissões que constam no RH 060. Os empregados reivindicam correção de sua tabela de PCS. As atividades estão paralisadas nas seguintes bases sindicais: Alagoas, Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Blumenau (SC), Brasília (DF), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Chapecó (SC), Curitiba (PR), Espírito Santo, Fortaleza (CE), Feira de Santana (BA), Goiás, Juiz de Fora (MG), Londrina (PR), Mato Grosso, Natal (RN), Paraíba, Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São José do Rio Preto (SP), São José dos Campos (SP), São Luís (MA), São Paulo (SP), Sorocaba (SP), Sergipe, Sul Fluminense (RJ), Teresina (PI), Tocantins, Uberaba (MG) e Zona da Mata e Sul de Minas (MG).

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster