Crédito: Seeb MT
Seeb MT A luta dos bancários por segurança nas agências de Cuiabá ganhou mais um reforço com a aprovação do projeto de lei do vereador e bancário Arilson da Silva (foto), do PT. Em sessão realizada na terça-feira (16), o projeto que objetiva intensificar ações de segurança nos bancos foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal. O Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT) fez parte dos debates para a elaboração desse projeto e comemora mais esta conquista para categoria.

De acordo com o presidente do Sindicato, José Guerra, a aprovação do projeto demonstra que a luta dos bancários por agências mais seguras é apoiada por toda população que sente na pele a insegurança nas instituições financeiras. “É um grande avanço para a categoria e para os clientes. Com a efetivação destes itens de segurança, vamos ter mais segurança nos bancos”.

Arilson destaca que a aprovação deste projeto é mais uma conquista da população e dos bancários. “A luta por mais segurança nos bancos já é histórica pelo Sindicato dos Bancários de Mato Grosso e esta lei será mais um instrumento para garantir segurança nas agências. Sabemos que os bancos têm condições de reforçar a segurança, são bilhões de lucros anualmente, e esta lei vem para valorizar as vidas e destacar que o município está preocupado com a segurança da população. As pautas dos bancários estão também nas minhas pautas parlamentares, segurança nos bancos é uma delas, disse o vereador.

A luta continua

A luta por segurança na agências está cada vez mais sendo intensificada pelo Sindicato. Após o projeto de lei ser sancionado, o SEEB-MT será atuante para que os bancos cumpram as determinações.

A defesa pela manutenção das portas giratórias, instalação de biombos e câmeras de segurança, entre outros, deve ser realidade em todos os bancos e o SEEB-MT estará acompanhando.

“Como bancário, sinto me valorizado por ter um parlamentar que está preocupado com a categoria e com a população. Estamos satisfeitos de ter um bancário que nos representa na Câmara Municipal e por estar defendendo nossa categoria. O projeto de segurança bancária é uma das nossas principais reivindicações que o vereador está reforçando no parlamento. O projeto de lei reforça nossa luta”, avalia o secretário de Imprensa do SEEB-MT, John Gordon.

Projeto de lei

Entre os destaques do projeto estão a obrigatoriedade dos bancos instalarem fachadas blindadas nas agências, guarda volume, portas giratórias com vidros blindados e com detector de metal, instalação de câmeras de segurança com imagem em alta definição dentro e fora das agências, e ainda reforça a lei que determina a instalação dos biombos (barreiras visuais) entre os caixas.

Outro destaque da Lei diz respeito aos vigilantes, estes são proibidos de exercer qualquer atividade que não seja de segurança. Há muitos casos onde estes profissionais têm que distribuir senha e até auxiliar os clientes dentro do banco.

Apoio da Contraf-CUT

O projeto foi desenvolvido pela Contraf-CUT, com base em estudo feito ao longo de anos, acompanhando as estatísticas de crescente violência em agências e postos de atendimento.

Em junho deste ano, o presidente Câmara, João Emanuel, e o vereador Arilson se reuniram com o coordenador do Coletivo Nacional de Segurança Bancária da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr, e o secretário de Imprensa do Sindicato para debater segurança nos bancos e a importância da aprovação do projeto.

Ademir destacou a realidade nacional da insegurança e apontou medidas para conter os ataques a bancos. Ele também reforçou a necessidade de aprovar leis que tragam mais segurança para trabalhadores e clientes e protejam a vida das pessoas.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb MT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster