Começa nesta sexta-feira (15) e estendendo-se até domingo (17) o 23º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, organizado pelo Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT. O evento acontece no Hotel Slaviero, em Guarulhos (SP).

Estão inscritos 301 delegados, eleitos em encontros estaduais ou assembleias, além de 12 observadores. O tema do congresso deste ano é "BB público de verdade – Para o Brasil e os bancários".
Nesta quinta-feira (14), a Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco, passou o dia inteiro em reunião, na sede da Confederação, em São Paulo, sistematizando as propostas aprovadas nos eventos preparatórios, a fim de identificar e organizar os consensos e as polêmicas. Também foram analisadas as setes teses inscritas, verificando igualmente os pontos convergentes e os divergentes, a fim de facilitar os debates.

"Trabalhamos, e muito, para sistematizar todas as proposições enviadas de todo país, buscando criar as melhores condições para aprofundar ao máximo as discussões e fortalecer o processo democrático e participativo, para que os delegados possam aprovar deliberações para reforçar a luta e a mobilização dos funcionários do BB", afirma William Mendes, secretário de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa.

"Com isso, esperamos viabilizar que as delegações, que já estão chegando de todo o país, possam ampliar os debates sobre o papel de um banco público de verdade que o BB precisa assumir no próximo período", aponta o dirigente sindical.

"Queremos bancários motivados e treinados para ajudar a sociedade brasileira com crédito de qualidade, com atendimento a todos os brasileiros, independente da condição social dos clientes e usuários e feito por bancários, e com melhores condições de trabalho e um plano de carreira, que contenha a jornada de 6 horas para todos, condições justas de crescimento profissional , bom plano de saúde e complemento de aposentadoria", salienta William.

Grupos temáticos

Os delegados irão compor quatro grupos temáticos:

– G1 – Remuneração e condições de trabalho;
– G2 – Saúde e Previdência;
– G3 – Organização do Movimento;
– G4 – Banco do Brasil e o Sistema Financeiro Nacional (SFN).

Programação

Sexta-feira

19h – Abertura oficial no plenário

Sábado

MANHÃ
10h – Análise de conjuntura (Dieese)
11h15 – Leitura e aprovação do regimento interno
11h45 – Apresentação das teses inscritas
13h às 15h – Almoço

TARDE

15h às 18h – Reunião de grupos:
1- Remuneração e condições de trabalho;
2 – Saúde e Previdência;
3 – Organização do movimento;
4 – Banco do Brasil e o SFN.

Domingo

MANHÃ

10h às 13h – Plenária para deliberações
13h às 14h – Almoço

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster