ageBNB11102013

ageBNB11102013
Assembleia que rejeitou a proposta rebaixada e deliberou pela continuidade da greve no BNB – Crédito: Marco Mélo

A maioria das bases sindicais do BNB – Ceará, Bahia, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Maranhão e Paraíba, Montes Claros (MG -sede do BNB na região), Teixeira de Freitas (BA) e Garanhuns e região (PE) – rejeitaram a proposta apresentada pelo Banco do Nordeste do Brasil no último dia 11 de outubro.

Hoje, serão realizadas assembleias em vários estados. Diante do silêncio do Banco e da ausência de proposta nova, a AFBNB alerta para que as assembleias sejam avaliativas e organizativas – e não deliberativas, portanto -, já que não existe proposta nova e a que existe até então foi rejeitada.

Sigamos mobilizados! A greve é um direito constitucional que assiste aos trabalhadores! Portanto, informações de que após 30 dias pode-se recorrer à justificativa de abandono de emprego não passa de terrorismo. Da mesma forma, não nos deixemos intimidar por atitudes intimidadoras/ameaçadoras como telefonemas e recados para retorno ao trabalho. Ao contrário, denuncie!  

Atenção redobrada às pegadinhas do Banco

O Banco está fazendo a sua parte enquanto patrão: encontrando formas de pressionar os trabalhadores a retornarem. A forma correta esperada, no entanto – apresentar uma proposta positiva – está sendo deixada de lado…

Mensagem encaminhada na data de hoje pela diretoria executiva do BNB aos superintendentes e gerentes principais de Unidades, “convocando-os” a participarem da reunião de continuidade dos negócios durante a greve, é um exemplo de forma equivocada de querer encerrar logo a greve.

A mensagem inclusive traz informações equivocadas, truncadas, que podem confundir o trabalhador. Fiquemos espertos! O texto afirma que a proposta “foi aprovada pela maior parte das assembleias realizadas em todo o País na última sexta-feira”, mas se esquece de dizer que no BNB foi rejeitada por AMPLA MAIORIA. Em outro trecho afirma que “a proposta, ressalte-se, tem importantes conquistas para o conjunto de empregados do Banco do Nordeste, destacando-se o reajuste de 8% (1,82% de ganho real) e antecipação da parcela de 60% da PLR no prazo máximo de 10 dias após a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (grifo nosso)”. E desde quando antecipar algo que é um direito é uma conquista? As palavras “conquista” e “PLR” combinariam muito bem em frases como “Distribuição da PLR no BNB será linear”! Isso sim é conquista! Quanto ao ganho real de 1,82%, dispensa comentários. Aliás, que ganho real é esse diante das perdas acumuladas e de um PCR rebaixado, cuja revisão ainda está pendente?

Ainda no comunicado, o Banco informa que “as faltas ocorridas durante o período da greve, até a data de hoje, serão compensadas. A partir de amanhã, inclusive, eventuais ausências não estão cobertas pela Convenção Coletiva de Trabalho e sujeitas a serem comandadas como ‘Ausência Não Abonada’”. A pergunta que fazemos é: se a Convenção Coletiva não foi assinada, com base em que o Banco afirma isso?

Não é por demais lembrar que, no BNB, os motivos permanecem os mesmos do início da greve, com um agravante: a apresentação de uma proposta desrespeitosa aos trabalhadores. Portanto, continuemos fazendo a nossa parte: mobilizados, atentos, cobrando negociação com respostas concretas e positivas e indo às assembleias votar (quando tiver novidades), considerando não apenas os índices econômicos, mas sim o conjunto de reivindicações. A hora é essa!

Queremos negociação já, e com avanços!

Quadro de greve – Atualizado às 16h desta segunda-feira, 14

Lembramos que o quadro está sendo atualizado a partir do contato feito pela AFBNB junto aos sindicatos, representantes da AFBNB e demais trabalhadores. Caso sua unidade esteja em greve e não conste em nosso quadro, informe-nos pelo email comunicacao@afbnb.com.br ou pelo telefone (85) 32557000.

AL – Todas as 11 agências em greve. (além das centrais;

BA – Todas as 44 agências em greve (além das centrais);

CE – (30 agências em greve, de 33) – Acopiara, Aracati, Barbalha, Baturité, Boa Viagem, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Cascavel, Crateús, Crato, Fortaleza/Bezerra de Menezes, Fortaleza/Centro, Fortaleza/Washington Soares, Fortaleza/Montese, Fortaleza/Al-deota (parcial), Granja, Itapipoca, Jaguaribe, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanau, Mombaça, Nova Russas, Quixadá, Quixeramobim, São Benedito, Sobral, Tauá. Iguatu retornou ao Ambiente de Administração de Crédito (parcial) Ambiente de Administração das Centrais de Crédito (parcial), Ambiente de Gestão de Pessoas (estado de greve), Ambiente de Gestão do Patrimônio (parcial), Ambiente de Governança de TI (parcial), Ambiente de Comunicação (parcial), Ambiente de Sistema (parcial), Ambiente de Produtos e Serviços Bancários (parcial), Ambiente de Recuperação de Crédito, Ambiente de Marketing (parcial), Ambiente de Microfinanças Urbana (parcial), Ambiente de infraestrutura de TI (parcial), Ambiente de Segurança Corporativa (parcial), Ambiente de Controle Interno (parcial), Ambiente de Gestão de Risco (parcial), Ambiente de Fundos de Investimentos (parcial), Universidade Corporativa (parcial), Central de Cadastro, Central de Crédito Pronaf, Central Crédito Varejo, Central de Médio Porte, Central de Crédito de Central de Orientação ao Cliente Interno (parcial) Superintendência de Ativos de Terceiros (parcial) ETENE, Gerência de Reestruturação de Ativos – GERAT-CE CAPGV.

ES – (2 agências em greve, de 4) – Colatina e Linhares voltaram ao trabalho.

MA (18 agências em greve, de 21) – Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Imperatriz, Pedreiras, Pinheiro, Presidente Dutra, Porto Franco, Santa Inês, São Luis/Centro, São José de Ribamar, São Luis Renascença, São Luis/São Cristovão, Timon, Zé Doca. Pararam também Central de Varejo, Central de Pronaf e Médio Porte. Chapadinha retornou ao trabalho.

MG (11 agências em greve, de 14) – Almenara, Montes Claros, Montes Claros Honorato Alves (parcial), Cenop MG, Pronaf MG/ES, Gerat MG/ES, Central Varejo Peq e médio , Brasília de Minas, Belo Horizonte, Capelinha (parcial), Januária (parcial), Montalvânia, Monte Azul, Pirapora, Salinas.

PB – (12 agências em greve, de 17, além das centrais, gerat, CONAJ, superintendência). Cajazeiras, Souza, Patos, Catolé do Rocha e Sumé voltaram ao trabalho.

PE – Unidades da base do Seeb-PE e Seeb-Caruaru votaram pelo fim da greve. Seeb-Garanhuns e região votaram pela continuidade.

PI – Assembleia votou pelo fim da greve.

RN – (15 agências em greve, de 16), além do Crediamigo, Agroamigo, Gerat, Pronaf, Central de Varejo, Central do Pronaf, CONAJ (parcial), gerência estadual do Agroamigo/Natal. Mossoró retornou ao trabalho.

SE – Todas as 17 agências em greve, sendo Itabaiana e Neópolis parcialmente; além das unidades, Central de crédito PRONAF, Central de Crédito Clientes de Varejo e MPSE e Gerência de Reestruturação de Ativos.

SP – A agência de São Paulo retornou ao trabalho.

Fonte: www.afbnb.com.br

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster