Crédito: Seeb Brasília
Seeb Brasília
Assembleia organizativa no Setor Bancário Sul de Brasília na segunda 23

Sem nova proposta e sem negociação à vista com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), os bancários e bancárias de Brasília saem em passeata, nesta terça-feira (24), pela Esplanada, partindo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão em direção à Rodoviária do Plano Piloto. A concentração do ato, que será realizado em conjunto com os trabalhadores dos Correios, também em greve, será às 16h.

A greve nacional dos bancários entra na segunda semana com muita força. No Distrito Federal, a paralisação, que tem crescido desde a quinta-feira 19, primeiro dia do movimento, fechou mais de 90% das agências dos bancos públicos e privados nesta segunda-feira (23).

“Forte, a greve nacional dos bancários entra na segunda semana com grande adesão da categoria em Brasília. E os trabalhadores que ainda não aderiram devem se juntar aos que já estão de braços cruzados para intensificar o movimento”, convida o presidente do Sindicato, Eduardo Araújo, que representa os trabalhadores de Brasília no Comando Nacional dos Bancários.

BB impede Sindicato de entrar em suas dependências

Em assembleia organizativa realizada no início da noite desta segunda-feira no Setor Bancário Sul, os bancários e bancárias aprovaram a passeata na Esplanada dos Ministérios e ainda uma moção de repúdio à postura antissindical e antidemocrática da direção do Banco do Brasil, que proibiu os dirigentes sindicais de entrarem nos edifícios da instituição financeira.

“A atual diretoria do banco é motivada por uma diretriz que desrespeita todos os direitos dos trabalhadores, inclusive o direto de greve. A política de opressão da empresa – com demissões imotivadas, descomissionamentos arbitrários, prática de assédio moral e imposição de metas inatingíveis – revela a forma cruel que tem provocando sofrimento e adoecimento do funcionalismo”, critica o secretário de Saúde e Condições de Trabalho, Wadson Boaventura.

Os trabalhadores e trabalhadoras estão percorrendo ônibus, feiras e outros locais de grande circulação de pessoas para explicar à população os motivos da greve dos bancários.

A categoria deflagrou greve por tempo indeterminado na noite da quarta-feira (18) após rejeitar, em assembleia geral realizada na Praça do Cebolão, a proposta insuficiente da Fenaban de reajuste de 6,1% (reposição da inflação do período) e as específicas do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e do BRB.

Bancários na mídia

Paralelamente às atividades da Campanha Nacional 2013, que tem como tema ‘Vem pra luta’, o Sindicato está veiculando comunicados nas principais rádios e televisões da cidade. Com duração de 30 segundos, as inserções explicam à população por que os bancários estão em greve.

Procuradas pelo Sindicato, algumas empresas de comunicação recusaram veicular os comunicados dos bancários sob a alegação de estar com a grade da programação cheia. Outras informaram valores acima dos praticados pelo mercado publicitário. Com os mesmos valores que seriam destinados a esses veículos, o Sindicato está realizando atos da Campanha Nacional 2013 em feiras públicas e nos ônibus.

O Sindicato repudia a postura dessas empresas de comunicação e informa que também divulgará a Campanha nas mídias alternativas.

Fortaleça a greve, participe dos comitês de esclarecimento

O sucesso da greve dos bancários depende necessariamente do bom funcionamento dos comitês de esclarecimento. E para que essas comissões cumpram seu objetivo, é essencial que os trabalhadores participem ativamente da mobilização. O Sindicato também orienta que os trabalhadores evitem confrontos e mantenham a calma. Para qualquer problema, entrem em contato com o Sindicato pelo telefone 3262-9090.

Fonte: Seeb Brasília

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster