Bancários aprovaram o encerramento da greve por maioria de votos

Bancários aprovaram o encerramento da greve por maioria de votos

Os bancários de Catanduva e região, no interior de São Paulo,  aprovaram por maioria de votos, em assembleia realizada nesta segunda-feira (26), a proposta feita pela Fenaban, que prevê reajuste de 10% para salários, piso e PLR, e de 14% para vales alimentação e refeição e para a 13ª cesta.
 
Foi uma das greves mais longas e fortes da categoria bancária, rompendo a resistência das instituições financeiras que, durante quase um mês de paralisação, insistiram em apresentar propostas com índices que sequer repunham a inflação de 9,88% (INPC) e impunham perdas para a categoria.
 
“Esse ano foi mais difícil que os anteriores, frente à tentativa dos banqueiros de acabar com o aumento real. Entramos numa campanha salarial com a proposta de 5,5% de reajuste e abono para não repor a inflação”, avaliou Paulo Franco, presidente do Sindicato dos Bancários.
 
Ele apresentou as conquistas da greve e avaliou como positiva a proposta final. “Os bancos lucram, demitem e estão sempre com a mesma política de explorar os bancários. Queriam até descontar os dias parados. Outras categorias estão conseguindo apenas a inflação ou índices inferiores a ela”.
 
Diretor do Sindicato, Amarildo Davoli comemorou o resultado da greve e esclareceu que as negociações são exaustivas para que a questão não seja levada à Justiça. “Debatemos até o último minuto para não deixar que um juiz, que nasceu em berço esplêndido, decida e prejudique a categoria”.
 
BB e Caixa
 
Os dirigentes sindicais Roberto Carlos Vicentim e Antônio Júlio Gonçalves Neto, o Tony, apresentaram aos bancários, durante a assembleia, as conquistas específicas obtidas durante as negociações com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, respectivamente.
 
“A Caixa estava irredutível com o PLR Social e a GDP. Seria um assédio moral institucionalizado. Foram três dias de negociação intensa que eu nunca tinha visto. Queriam até descontar os dias parados”, analisou Tony.
 
A força da mobilização, que elevou de 5,5% para 10% o reajuste salarial, segundo afirmou Roberto Vicentim, comprova a força da mobilização da categoria. “Isso mostra que podemos conquistar muito mais, ao passo que a unidade da categoria for cada vez maior no movimento grevista”.
 
O diretor do Sindicato apresentou conquistas e detalhou avanços para os bancos incorporados. Ele ainda celebrou o anúncio de que o Banco do Brasil não abrirá mais agências sem portas giratórias com detector de metais.

 Votações
Nas votações, os bancários da região aprovaram a proposta feita pela Fenaban por maioria de votos e, de forma unânime, que a categoria permaneça mobilizada nesta segunda-feira (26), preparando-se para a reabertura das agências na terça-feira (27).

Fonte: Seeb Catanduva

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster