Crédito: Sintraf JF
Sintraf JF
Mobilização dos empregados por condições dignas de trabalho

Os bancários de Juiz de Fora (MG) realizarem nesta quinta-feira (20) o Dia Nacional de Luta por condições dignas de trabalho na Caixa Econômica Federal. A manifestação foi definida no 29º Conecef, realizado de 17 a 19 de maio, em São Paulo, protestando contra a sobrecarga de serviços, a pressão das metas abusivas e o assédio moral, e cobrando a contratação de mais trabalhadores, a melhoria das condições de trabalho e atendimento de qualidade para os clientes e a população.

Por condições dignas de trabalho

As más condições de trabalho são a principal queixa dos empregados da Caixa. Na maioria das vezes, apesar do registro de algumas melhoras substanciais nos últimos anos, a situação nas unidades da empresa está aquém do considerado ideal e saudável para os trabalhadores.

Além da Caixa não oferecer condições adequadas de trabalho, constata-se ainda o descaso com que a empresa lida com as denúncias e notificações sobre a precariedade de instalações em suas agências e postos de atendimento. O abuso na gestão é também frequente em diversas unidades pelo país, causando em consequência pressão sobre os trabalhadores. A cobrança por venda de produtos e as metas inatingíveis, elementos propiciadores do assédio moral e outros tipos de violência, continuam sendo praticados impunemente.

“A luta por condições dignas de trabalho tem sintonia direta com a defesa do papel social da Caixa, com atuação no fomento à economia, na implantação de políticas públicas e na regulação do sistema financeiro nacional. É clara a necessidade da melhoria da estrutura e da contratação de funcionários, combatendo a precarização do atendimento aos clientes e do trabalho da categoria” reforça o presidente do Sintraf JF, Robson Marques.

Os dirigentes sindicais também protestaram contra o projeto de lei (PL) 4.330/2004, que tramita na Câmara dos Deputados. A pretexto de regulamentar a terceirização, o PL legaliza a precarização das relações de trabalho no Brasil.

Fonte: Contraf-CUT com Sintraf JF

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster