Crédito: Seeb Porto Alegre
Seeb Porto Alegre
Objetivo é pressionar retorno do banco à negociação com proposta decente

Se a quarta-feira (16) foi dia de jogos na frente no tradicional ponto de encontro da greve, na rua Caldas Júnior, no centro de Porto Alegre, esta quinta-feira (17) será de uma grande caminhada.

O chamado Passeatão dos Banrisulenses começa ao meio-dia, com saída da Caldas Júnior, em frente à sede da Direção-Geral (DG), e vai até o Palácio Piratini. O objetivo é pressionar o banco e seu sócio majoritário, o Governo do Estado, a voltar à mesa de negociação com uma proposta decente para os trabalhadores.

A assembleia organizativa desta quarta-feira decidiu que a greve continua e estabeleceu novo calendário de lutas. Além do passeatão, os banrisulenses marcaram novas atividades conjuntas.

A concentração começa às 7h30 em frente à DG. Antes do passeatão, ao meio-dia, haverá um “esquenta” com música, show e um “greve shaken”.

A quarta-feira foi um dia lúdico. Desde a manhã, os banrisulenses se concentraram para jogar damas, xadrez, na rua Caldas Júnior que ficou fechada. Houve também música, encontros para conversas e galeto coletivo.

O gás que os banrisulenses estão dando nestes 28 dias de greve foi simbolizado por centenas de balões que foram soltos em frente ao prédio da DG.

Esta quinta-feira também irá marcar os 30 dias da última mesa de negociação com a direção do Banrisul. O último encontro foi em 17 de setembro, dois dias antes de greve nacional se iniciar.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Porto Alegre

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster