Crédito: Seeb Piauí
Seeb PiauíA assembleia realizada na segunda-feira (7) no Sindicato dos Bancários do Piauí decidiu por unanimidade pela continuação da greve por tempo indeterminado. A decisão da categoria foi que a proposta de 7, 1% oferecida pelos banqueiros na última sexta-feira (4) é uma afronta ao movimento.

“Agora, vamos fazer um movimento mais forte e a novidade de hoje é que os bancários do Bradesco Centro podem voltar à greve, pois derrubamos o interdito que tinha naquela agência”, disse Arimatéa Passos, presidente do Sindicato.

Os bancários falaram também sobre novas formas de atuação na greve, a partir desta terça-feira (8), 20º dia da greve. 

Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real mais inflação projetada de 6,6%); PLR: três salários mais R$ 5.553,15; piso de R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese); e auxílios alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional), dentre outras demandas.


Fonte: Contraf-CUT com Seeb Piauí

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster