Protesto09102013 1

Protesto09102013 1
O ato que previa apenas o enforcamento simbólico dos banqueiros culminou com a interdição de avenida na Capital

No 22º dia de greve, os bancários fizeram um protesto no fim da tarde desta quarta-feira (9) em uma das principais vias de João Pessoa, a Avenida Epitácio Pessoa.

A manifestação foi feita em frente ao banco Itaú, onde foram queimados bonecos representando presidentes de seis bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Itaú, Santander e Bradesco. A atividade, coordenada pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba, que previa apenas o enforcamento simbólico dos banqueiros, recebeu a adesão espontânea da população que, indignada, aproveitou a ocasião para queimar os bonecos e adicionar pneus, provocando a interdição da Av. Epitácio Pessoa, no sentido praia-centro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, o objetivo era mostrar a indignação dos bancários com a proposta apresentada na última sexta-feira (4). “Eles acrescentaram R$ 25 na média salarial e não falaram nada em relação às condições de trabalho, contratação de mais funcionários, piso salarial da categoria, participação nos lucros e resultados e segurança. Queremos chamar atenção para mostrar que essa greve não é por culpa dos bancários e sim dos banqueiros”, afirmou.

“Desde o dia 19 de setembro estamos coordenando uma greve legítima, legal, responsável, pacífica e ordeira. E, até então, nenhum incidente ocorreu nas nossas manifestações de repúdio à arrogância e prepotência dos banqueiros. Entretanto, nessa manifestação em frente ao Itaú o nosso movimento recebeu a adesão de alguns movimentos populares, também revoltados com o sistema financeiro”, argumentou.

Nesta quinta-feira, 10, o Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), volta a negociar com os banqueiros, em São Paulo – SP. “Esperamos que dessa vez os banqueiros apresentem uma proposta que contemple os anseios da categoria em uma greve provocada pela intransigência dos bancos”, concluiu Marcos Henriques, que faz parte do Comando.

Fonte: SEEB – PB

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster