O atendimento nas agências do Banco do Brasil no Piauí foi suspenso das 9h30 às 11h30 desta quinta-feira (9). O motivo da paralisação é um protesto pela morte de Ademyston Rodrigues Alves, gerente da agência da cidade de Miguel Alvesx, a 113 quilômetros de Teresina. Ele foi assassinado durante confronto entre bandidos e Polícia Militar após um assalto ocorrido no dia 30 de abril.

Segundo o presidente do Sindicatoos Bancários do Piauí, José Ulisses, esta quinta-feira foi denominada como o “Dia Estadual de Luto e Luta”. Usando faixas e roupas pretas, os trabalhadores reclamam da falta de segurança em agências bancárias no Piauí.

José Ulisses explicou que o atendimento em 88 agências do Banco do Brasil do estado foi suspenso, sendo, 18, em Teresina, e 70, no interior. Ao todo, 1.500 bancários participam do movimento.

Ainda nesta quinta-feira, deputados estaduais e representantes do Sindicato dos Bancários do Piauí, Ministério Público do Trabalho (MPT), bancos públicos e privados, Polícias Militar, Federal e Civil participam de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Piauí.

A sessão foi solicitada pela deputada Flora Izabel (PT). A parlamentar cobrará o cumprimento da Lei 6.168, de sua autoria, que obriga os bancos a instalarem dispositivos de segurança, como portas blindadas e sistema de alarme ligado à polícia. O projeto de lei foi sancionado pelo governador Wilson Martins em 2012.

Fonte: G1

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster