Crédito: Seeb Londrina
Seeb Londrina
O Sindicato dos Bancários de Londrina (Seeb Londrina) paralisou nesta quarta-feira, dia 23, a agência do Santander em Cambé devido a mais uma demissão naquela unidade. Esta foi a terceira edição da operação "Demitiu, parou", realizada neste ano, contra o banco espanhol e a sétima nos últimos seis meses. Em 2010, o Santander já demitiu 15 bancários na base de Londrina e este ano outras três.

O presidente do Sindicato, Wanderley Crivellari, afirma que a demissão em Cambé atingiu mais um gerente, demonstrando que o banco está "investindo" na rotatividade para alavancar ainda mais seus lucros bilionários.

"O Sindicato não concorda com esse tipo de prática e realizará protesto sempre que bancários perderem seus empregos. O Santander não tem motivos para dispensar funcionários, pelo contrário, deve ampliar seu quadro para acabar com a sobrecarga de trabalho e oferecer atendimento de qualidade à população", defende Wanderley.

Na última reunião do CRT (Comitê de Relações Trabalhistas), realizada no último dia 10, em São Paulo, os representantes do banco disseram que não há qualquer política de demissão em massa ou redução de quadros, apenas rotatividade normal de empregados.

"Não aceitamos isso e vamos fazer novas operações demitiu, parou, toda vez que o Santander cortar o emprego dos funcionários", alerta o presidente do Sindicato de Londrina.

Fonte: Seeb Londrina

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster