DSC 0998 mod red

DSC 0998 mod redA agência do Banco Bradesco, localizada na Rua Duque de Caxias, Centro de João Pessoa, foi assaltada no início da tarde desta segunda-feira (8) por cinco homens fortemente armados, que levaram três malotes de dinheiro. O valor levado ainda não foi informado pela direção do banco.

Segundo informações, o bando já entrou quebrando as portas de vidro do banco, anunciou o assalto, pegou o dinheiro, mas quando iam sair, clientes avisam a um policial à paisana, que passava no calçadão da rua, que atirou contra os bandidos.

Os bandidos reagiram e mais de 20 tiros foram disparados. Após trocar tiros com o policial a paisana, três bandidos fugiram em direção ao Batalhão da PM e dois no sentido da Assembleia Legislativa.

Segundo informações de um senhor que estava no interior do banco, uma mulher foi baleada na perna, outra sofreu um tiro de raspão no braço e uma idosa, que é hipertensa, passou mal.

A polícia confirmou que alguns clientes foram socorridos para o hospital de Trauma, mas não que houve pessoas feridas a bala.

Os diretores do Sindicato dos Bancários da Paraíba chegaram à agência logo após a ocorrência do assalto e solicitaram a liberação imediata dos funcionários daquela unidade. “Os funcionários ficaram muito nervosos e muitos se jogaram no chão, tão logo ouviram o anúncio do assalto. Mas a tensão aumentou ainda mais quando houve um disparo na bateria de caixas que, segundo os próprios bandidos, foi um tiro acidental”, relatou Felipe Rangel, diretor do SEEB – PB e funcionário do Bradesco.

Os sindicalistas do Bradesco estão revoltados com o descaso da direção do banco, que insiste em não colocar porta de segurança com detectores de metal nas agências. “As três agências do Bradesco assaltadas aqui em João Pessoa não contam com portas de segurança, o que facilita sobremaneira a ação dos bandidos. Outro ponto que nos chama a atenção é que os assaltantes escolhem justamente o horário do almoço para assaltar, porque tem menos clientes e só um vigilante”, arrematou Felipe.

Essa foi a segunda ação criminosa contra bancos este mês na Paraíba. No ano, já são 37 ocorrências, sendo: 14 explosões, 9 arrombamentos, 7 assaltos e 7 tentativas de arrombamento/explosão. Veja os detalhes no nosso mapa.

O presidente do Sindicato e funcionário do Bradesco, Marcos Henriques, ressaltou que as ocorrências criminosas contra bancos na Paraíba mais que duplicaram no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012. “Este ano tivemos 35 ocorrências no primeiro trimestre, contra apenas 16 em igual período do ano passado; ou seja, um aumento de quase 120%. E tudo isso por conta da falta de investimento do Bradesco em segurança”, concluiu.

Fonte: SEEB – PB com WSCOM Online

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster