abess_jr.jpg

abess_jr.jpg Ao todo, 399 funcionários receberam esse bônus. Até mesmo 72 ex-empregados foram beneficiados – Depois de vender seus investimentos no banco City National Bancshares, de Miami, Leonard Abess Jr resolveu dar US$ 60 milhões que recebeu entre seus caixas, contadores, secretários, boys e todos aqueles que fazem parte de sua folha de pagamento. Ao todo, 399 funcionários receberam esse bônus. Até mesmo 72 ex-empregados foram beneficiados. A notícia foi publicada no jornal local Miami Herald.

O bônus foi baseado nos anos de serviços e chegou a dezenas de milhares de dólares. De acordo com o jornal, alguns empregados receberam mais de US$ 100 mil. Os funcionários receberam uma carta de agradecimento pelos anos trabalhados e foram informados qual seria o valor da bonificação.

Abess disse que pensava em uma forma para recompensar seus funcionários. E queria criar um programa de ações para os funcionários antes de vender o banco. Em novembro, 83% do banco de Abess foi vendido para o espanhol Caja de Madrid por US$ 927 milhões. O banqueiro ficou como sócio minoritário e permanece como CEO da instituição financeira.

O executivo preferiu não fazer propaganda de seu ato. No dia da entrega das cartas dos empregados, Abess não foi ao banco. No entanto, recebeu centenas de cartas naquela tarde. "Aquelas pessoas se juntaram a mim e permaneceram no banco sem qualquer compromisso de equidade. Sempre pensei em, um dia, surpreende-los", afirmou ao jornal.

Abess mantém um grande laço de amizade com o banco. Todos os anos, ele organiza um jantar para os ex-empregados.

Fonte: Época Negócios

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster