Um homem foi baleado ao reagir a um assalto na Avenida Presidente Franklin Roosevelt, bairro São Geraldo, zona norte de Porto Alegre, por volta das 14h de quinta-feira, dia 17. Segundo o 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que atendeu a ocorrência, a vítima é proprietária de uma loja de venda de aparelhos celulares.

O cliente sacou dinheiro em uma agência do Banco do Brasil, na Avenida Farrapos e foi abordado por dois homens armados quando retornava ao seu estabelecimento comercial.

Testemunhas relataram que a vítima reagiu ao assalto. Ele foi baleado no abdômen e no braço. Segundo o 9º BPM, os assaltantes fugiram em uma motocicleta Feizer, da Yamaha, sem levar o dinheiro. O homem foi encaminhado consciente ao Hospital de Pronto-Socorro (HPS) e ninguém foi preso.

Projeto de lei contra "saidinha de banco"

O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre (SindBancários), que já apresentou um modelo de projeto de lei para os executivos municipal e estadual, reforça a necessidade de aplicação de leis que inibam esse tipo de delito.

"Propomos algumas iniciativas de fácil aplicação, como a instalação de biombos na frente dos caixas, o que garantiria a privacidade dos clientes. Enquanto as autoridades se omitem, a sociedade continua sofrendo com esse tipo de crime. Quantos mais terão que morrer para que algo seja feito?", questiona o presidente do SindBancários, Mauro Salles.

Já o diretor e titular da Comissão de Segurança Bancária da Fetrafi-RS, Juberlei Bacelo, enfatiza que os clientes não podem continuar sendo expostos a situações de risco e cobra a responsabilidade dos bancos e do Estado.

"Os bancos brasileiros são verdadeiras vitrines. Além da colocação de biombos, já reivindicamos vidros blindados e outras medidas que podem melhorar as condições de segurança das agências e postos de atendimento. Por outro lado, cobramos a retomada das reuniões do Grupo Interinstitucional sobre Segurança Bancária, que é coordenado pela Secretaria Estadual de Justiça e Segurança. É preciso que as instituições assumam a sua parcela de responsabilidade quanto aos ataques a bancos e clientes", salienta o dirigente sindical.

Segundo as estatísticas do SindBancários, desde março deste ano, o crime da "saidinha de banco" resultou em pelo menos cinco pessoas baleadas no Estado. Destas, duas não resistiram e faleceram.

Estatística do medo – Novembro de 2011

1. Dia 1º – Banrisul – Caxias do Sul (Galópolis) – Arrombamento
2. Dia 5 – Banco do Brasil – Estância Velha – Arrombamento
3. Dia 7 – HSBC – Porto Alegre (Carlos Gomes) – Arrombamento
4. Dia 11 – Bradesco – Porto Alegre (Ag. Andradas) – Tentativa de assalto
5. Dia 11 – Santander – Porto Alegre (Azenha) – Tentativa de arrombamento
6. Dia 15 – Banrisul – Porto Alegre (24 de outubro) – Arrombamento
7. Dia 15 – Bradesco – Porto Alegre (Centro) – Arrombamento
8. Dia 15 – Banrisul – Porto Alegre (João Pessoa) – Arrombamento
9. Dia 17 – Banco do Brasil – Porto Alegre (avenida Presidente Franklin Roosevelt) – Saidinha com cliente baleado

Fonte: Seeb Porto Alegre com Fetrafi-RS

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster