A agência do Santander de Alumínio, no interior de São Paulo, foi assaltada no início da manhã desta sexta-feira (14), 18º dia da greve nacional dos bancários, por dez homens fortemente armados. A quadrilha rendeu todos os funcionários que estavam dentro do banco e os clientes que chegavam na agência. Quatro diretores do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, que foram à agência para intensificar a paralisação, também foram rendidos e presos numa sala junto com outras pessoas.

Os bandidos levaram o dinheiro que estava no cofre e nos caixas eletrônicos. A polícia foi acionada. A agência do Santander de Alumínio havia agendado vários pagamentos para esta sexta-feira e isso pode ter atraído os bandidos para o local. 

"Estamos alertando outras agências de cidades pequenas da região, para que fiquem atentas, pois geralmente cidades de pequeno porte possuem poucas agências e estas têm poucos seguranças. Isso facilita a ação de bandidos, principalmente em épocas de pagamento", alerta a sindicalista Maria Aparecida Alvarenga Godoy.Apesar do trauma psicológico e do forte armamento dos bandidos, felizmente ninguém se feriu.

Os assaltantes não maltrataram as vitimas, dando demonstração de "alto profissionalismo" na execução do ataque. Os diretores do Sindicato, presentes na ação criminosa, permaneceram no local até a chegada da polícia e, apesar do susto coletivo, tentavam amenizar o impacto da violência, dando apoio e suporte emocional aos funcionários.

A advogada do Sindicato também foi chamada para acompanhar os procedimentos de praxe pós-assalto, bem como a emissão da CAT.Os funcionários devem ser atendidos por médicos e psicólogos, enviados gratuitamente pelo banco, e este procedimento deve ser solicitado de imediato e feito no local da ocorrência.

Fonte: Seeb Sorocaba

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster