O resultado completo do Mapa da Diversidade, retrato detalhado sobre a presença de negros, mulheres e pessoas com deficiência nos bancos, será apresentado pela Febraban nesta segunda-feira, dia 27, às 15h, no auditório da Contraf-CUT, no centro de São Paulo.

No último dia 2, os dados foram mostrados ao movimento sindical bancário e aos demais atores envolvidos, em reunião na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília.

A apresentação dos dados contará com a participação da Executiva da Contraf-CUT, da Comissão de Gênero, Raça e Orientação Sexual (CGROS) da Contraf-CUT e do Comando Nacional dos Bancários.

"Os dados da pesquisa e o plano de ação serão referências nos debates para a construção da campanha salarial deste ano, juntamente com as cláusulas de Igualdade de Oportunidades que já constam na minuta de reivindicações", afirma Deise Recoaro, secretária de políticas sociais da Contraf-CUT.

O Mapa da Diversidade, montado a partir de uma pesquisa respondida por 204.794 bancários de todo o Brasil, revela que as mulheres ganham 78% dos salários dos homens e encontram mais obstáculos para a ascensão profissional.

Apenas 19,5% dos trabalhadores do sistema financeiros são negros ou pardos, que ganham, em média, 84,1% do salário dos brancos. A discriminação é ainda maior em relação às mulheres negras: somente 8% delas conseguem emprego nos bancos.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster