Nando Neves

Mobilizações dos bancários são intensificadas contra descaso dos banqueiros - Nando Neves

Mobilizações dos bancários são intensificadas contra descaso dos banqueiros

A proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na mesa de negociação, ontem (21), não convenceu os bancários que como resposta ampliaram a sua greve nacional, iniciada no dia 6 de outubro. Segundo levantamento feito pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), ontem, 16º dia de paralisação, a adesão chegou em todo o país a 12.603 agências e 35 centros administrativos. Na cidade do Rio de Janeiro, paralisaram as atividades, ontem, 494 agências, e, hoje (22), 501, além de sete prédios administrativos.

O reajuste de 8,75% continua sendo insuficiente, e foi rejeitado pelo Comando Nacional dos Bancários. O percentual não chega sequer a repor a perda com a inflação, que é de 9,88%. O objetivo da categoria continua sendo o aumento real.

Ampliar a greve

Nova rodada foi marcada para hoje (22), às 14 horas, e remarcada para as 17 horas. “Exigimos que a Fenaban respeite os bancários e atenda à reivindicação de aumento real de salários. Não há motivo que justifique a rejeição deste pleito”, afirmou a presidenta do Sindicato, Adriana Nalesso, que participa das negociações, integrando o Comando Nacional. A dirigente lembrou que é fundamental para se atingir este objetivo o empenho de toda a categoria na ampliação da greve.

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster