Dirigentes do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região (SindBancários) e da Contraf-CUT foram recebidos na tarde desta quarta-feira, dia 29, pelo presidente em exercício da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Adeli Sell (PT). Eles pediram o apoio da Casa no sentido de impedir a transferência do Centro de Suporte Operacional (CSO) do Banco do Brasil para Curitiba (PR). Atualmente instalado em Porto Alegre, o CSO é responsável pela análise de todas as operações de crédito do BB no Rio Grande do Sul.

Pedro Loss, diretor do SindBancários, entregou a Adeli documento em que expõe a preocupação da entidade com a decisão da direção nacional do BB. Conforme Loss, se o CSO for mesmo transferido para Curitiba, deverá aumentar o tempo de resposta dos pedidos de empréstimo, por exemplo, o que, na sua opinião, prejudicará o desenvolvimento econômico e social do Estado. "O RS não pode virar refém do Paraná na concessão de recursos ao nosso desenvolvimento econômico e social", alertou.

Além da previsão de prejuízo à economia gaúcha, preocupa os bancários o destino dos 150 funcionários do CSO lotados em Porto Alegre. De acordo com o diretor de Comunicação do SindBancários, Flávio José Pastoriz, a direção do BB prometeu realocar esses servidores, preferencialmente, na mesma região e com a mesma comissão.

Também estiveram na Câmara Júlio Vivian, diretor do SindBancários e funcionário do BB, e Paulo Stekel, diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Adeli prometeu propor à Mesa Diretora da Câmara a elaboração de uma moção em defesa da permanência do CSO no RS. O tema ficou de ser apresentado no plenário na próxima quarta-feira, dia 5 de agosto.

Conforme o presidente em exercício da Casa, depois de aprovada em plenário, a moção deverá ser enviada à direção do Banco do Brasil, ao Congresso e à Presidência da República.

Em 20 de agosto, o SindBancários deverá ocupar a Tribuna Popular da Câmara para divulgar a luta da entidade na tentativa de reverter a decisão do BB. "Vamos fazer os movimentos certos para reverter a situação e conseguirmos manter o CSO em Porto Alegre", ressaltou o vereador.

Nova agenda

Na tarde desta quarta-feira, também ficou agendado uma nova reunião envolvendo o vereador Carlos Comasetto (PT) e o presidente da Fetraf Sul, Altemir Antonio Tortelli. O encontro está marcado o dia 4 de agosto, às 14h, na Câmara de Vereadores. Os bancários pedirão o mesmo apoio do vereador e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul.

Fonte: Seeb Porto Alegre e Câmara Municipal
Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster