Crédito: Seeb Porto Alegre
Seeb Porto Alegre
Trabalhadores de outras categorias também participaram da passeata

Um dia luminoso emoldurou a alegria de uma caminhada de luta. Pelas ruas do Centro Histórico de Porto Alegre, os bancários levaram também a indignação pelo silêncio dos banqueiros nesta quinta-feira (26), oitavo dia de greve nacional da categoria.

A caminhada dos bancários arrastou trabalhadores de outras categorias, como metalúrgicos e trabalhadores dos Correios. Por cerca de uma hora, eles se deslocaram da Praça da Alfândega até o Palácio Piratini, passando por ruas como a Sete de Setembro e Borges de Medeiros.

Os trabalhadores também celebraram mais um dia de crescimento da greve. Na base territorial do Sindicato, 310 agências paralisaram as atividades, sendo 892 em todo o Rio Grande do Sul. No país, a greve voltou a crescer, paralisando 10.586 agências e centros administrativos.

A passeata foi uma resposta ao chamado do Comando Nacional dos Bancários, que se reuniu nesta quinta-feira em São Paulo para avaliar o movimento. A orientação é de que a greve precisa se intensificar ainda mais, em razão da arrogância e da intransigência dos banqueiros e da Fenaban.

“Além de avaliar a nossa disposição para a luta na greve, que está consolidada, a reunião do Comando mostrou também a nossa disposição para voltar à mesa e negociar uma proposta decente para a categoria”, salienta o diretor jurídico do SindBancários, Lúcio Mauro Paz.

Mobilização

Nesta sexta-feira (26), a greve completa 21 dias. Desde o dia 5 de setembro, quando apresentou o índice de reajuste de 6,1%, a Fenaban não voltou mais a fazer nova proposta nem se dispôs a negociar. Os bancários rejeitaram essa proposta e foram à greve no dia 19.

“Os bancários, como já é tradição, estão construindo uma greve maior do que no ano passado. Mas nós temos que ampliar ainda mais o nosso movimento nesta semana e no início da semana que vem. Só com a nossa disposição, vamos romper o silêncio dos banqueiros”, frisa o diretor do SindBancários, Everton Gimenis.

Os bancários devem se mobilizar nesta sexta-feira nos piquetes móveis que saem a partir das 7h da rua Uruguai. Às 11h, os grevistas estão convocados a se concentrar na Praça da Alfândega, entre a Caixa e o Banrisul.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Porto Alegre

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster