O Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb-MT) se reuniu com o superintendente do Banco do Brasil e o gerente da GEPES (Gestão de Pessoas) regional na última sexta (10), para discutir assuntos específicos dos funcionários do BB na base do Sindicato.

Os dirigentes do Seeb-MT cobraram do Superintendente Tarcísio Hubner uma solução urgente de problemas relacionados aos Caixas, pois estes estão trabalhando depois do horário na chave de gerentes sem receber horas extras. Solicitaram ainda, mais funcionários para que não haja sobrecarga de trabalho e reflexos negativos no atendimento à população.

Durante a conversa, o gerente da GEPES, Luiz Humberto afirmou que estará relembrando aos gerentes que situações como a questão dos Caixas não deveria estar ocorrendo, tendo em vista esta ação estar fora das normas internas do banco e que haverá posse de novos funcionários em agosto. O Superintendente reforçou a posição informando que estará encaminhando mensagens aos gerentes visando a não repetição do caso e ainda, antecipou que possivelmente, apesar de não ser oficial, 4 novas agências poderão ser abertas em Mato Grosso.

Outra questão apresentada pelo Sindicato é a ocorrência de funcionários que estão exercendo a funções de nível hierárquico superior, mas não estão sendo remunerados para isso, nem sequer recebem hora extra.

O Sindicato se mostrou contrário a decisão unilateral do banco de mudar de 1 para 2 anos o tempo para o funcionário solicitar sua transferência de agência e mudar de carreira. "Esta decisão é um retrocesso do Banco do Brasil. Modificar o prazo da trava de 1 para 2 anos sem dialogar com o Sindicato e os funcionários é esquecer o que é ser uma empresa responsável sócio-ambientalmente.", declara o secretário de imprensa do Sindicato e funcionário do BB, Alex Rodrigues.

Acerca da transferência da Plataforma CSO, o Seeb-MT reforçou que a luta pela permanência continua e a cada dia se fortalece mais, e solicitou ao Superintendente o apóio para que os funcionários e o Estado não sejam prejudicados.

O Sindicato antecipou aos representantes do banco que a campanha salarial começará oficialmente neste mês de julho e que é importante o diálogo entre o Seeb-MT e o banco. "A reunião foi positiva, pois explicitamos nossas preocupação para os representantes do banco com o intuito de defender os direitos da nossa categoria e melhoria nas condições de trabalho dos funcionários do BB", finaliza o presidente do Seeb-MT, Arilson da Silva.

Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster